Juntos, vamos Virar a Página!



Nascemos no dia 16 de Março, o primeiro dia de confinamento… Foi um parto rápido, porque a necessidade era imperativa – tínhamos de alimentar muitas pessoas!

Com o confinamento, uma grande parte das respostas sociais de apoio alimentar interrompeu a sua actividade, deixando muitas pessoas desamparadas. Ao mesmo tempo, as necessidades tornavam-se cada vez mais prementes, com muitas pessoas a perder a estabilidade económica. Aos fins-de-semana e feriados, com a paragem de outras respostas sociais, sabamos que o desafio seria ainda maior.

Criámos então uma resposta social de entrega de refeições preparadas para aqueles a quem faltava o mais básico, a partir da cantina do Colégio Luso-Internacional de Braga (CLIB). Se, no primeiro dia, entregámos 58 refeições, esse número mais do que duplicou em apenas uma semana. Num projecto que fora pensado para as duas semanas que se esperava que durasse o confinamento estamos, ao fim de quase três meses, a entregar mais de 350 refeições por dia, mais de 450 aos fins-de-semana e feriados.

Já ultrapassámos as 25 000 refeições entregues, e concluímos que faz falta uma resposta mais permanente. Foi por isso que lançámos o Virar a Página, um projecto independente da casa onde nasceu, o CLIB, e que queremos oferecer  cidade.





QUEM SOMOS?

Um grupo de cidadãos voluntários determinados, unidos pela vontade de encontrar respostas com respeito, e não pena, por quem ajudamos. O confinamento e o medo não podiam ter a  última palavra. Juntmo-nos para virar páginas: da fome, da indiferença, da injustiça, da discriminação, do isolamento… Queremos ajudar a reescrever histórias, pessoa a pessoa, virando uma pgina de cada vez.

O projecto é financiado exclusivamente por donativos privados, tanto de empresas como de particulares, em géneros como em dinheiro. Se quiser contribuir, pode fazer o seu donativo para o seguinte IBAN: PT50 0035 0721 0002 1707 5308 7.


ONDE ESTAMOS?

A nossa primeira casa, onde o projecto começou, foi o Colégio Luso-Internacional de Braga, que acolheu esta ideia na sua cantina. Estivemos lá dois meses, onde preparámos as primeiras mais de 15 000 refeições. A nossa casa actual é o Centro Paroquial de Gualtar, que, de forma provisória, nos acolheu uma vez que o regresso às aulas impedia a nossa permanência no CLIB. É da que a nossa equipa de mais de 200 voluntários ajuda diariamente a preparar as refeições para ajudar a virar a pgina na vida de centenas de pessoas.


O QUE FAZEMOS?

Se inicialmente éramos uma resposta exclusivamente alimentar, rapidamente percebemos que não era “só” a comida que fazia falta… Hoje, além de alimentos, distribuímos roupas, livros, brinquedos, produtos de higiene, entre outros. Além disso, tentamos activamente encontrar soluções mais permanentes para as pessoas que ajudamos, evitando que fiquem desamparadas.




E AGORA?

Três meses passados e mais de 25 000 refeições servidas, tornamos este projecto independente. Chamamos-lhe Virar a Página, porque queremos sempre olhar para o apoio que damos a cada pessoa como temporário, com foco na recuperação da situação de carência de cada um.

O próximo passo nesta aventura será encontrar uma sede própria, onde se possa instalar esta cozinha solidária, e, a partir daí, iniciar outros projetos que nos permitam alargar a nossa resposta a outras necessidades sociais prementes. Tudo isto só será possível através de uma postura de abertura à cidade que procuramos manter, construindo e consolidando parcerias com outras instituições e colectivos.

Queremos continuar a ser uma resposta que ajude muitas pessoas a Virar a Página.